Friday, January 5, 2007

Procurei-te em sonhos esquecidos na vertigem da dor
Lancei-me na conquista de partes de ti onde não estavas
Lutei com a noite e com o demónio da tua ausência
Estilhacei-me em escombros de mim mesmo, por ti
Marquei a carne com o aço fervente da minha fúria
Beijei a morte com a paixão do desespero

E morri…

Acordei como flor vermelha hasteada em frente ao Mundo
Para teus olhos verem, meu amor
Por favor não me colhas
Cresce comigo.

2 comments:

Clara said...

Não colherei flor vermelha tão bela que meus olhos viram.
Morrerei também, para assim acordar flor, perto de ti e contigo crescer frente ao mundo.

eu said...

gostei bastante. é lindo.