Monday, January 8, 2007

Seduzes-me porque não me seduzes
Tocas-me porque não me tocas
Sinto-te no que não fazes, fazendo
És, e chega, que é tanto
E este poema escreve-se sem mim
Que eu não sei parar o que me escorre da alma
Porque transbordei-me de ti.

4 comments:

Ana said...

Olá Álvaro!
Todos os dias me surpreendes com os teus poemas. São todos tão bons, arrancados da alma, das entranhas, eu sei lá...
Continua a escrever para colorires os meus dias...

beijos,

Ana M.

Clara said...

Seduzir é...
Falar inocentemente sem saber que seduz
Olhar sem intenção e provocar arrepios
Estar perto sem tocar e ter uma vontade imensa de tocar
Querer beijar sem saber porquê

Estar deitada na tua presença, sem estares presente
Fazer amor contigo, sem ti

A tua feiticeira.

eu said...

muito intenso!

Lisa said...

Gosto muito deste ... Muito ... :)